quinta-feira, 17 de dezembro de 2009

vai sobrar veludo

A Velvet pelo visto não está emplacando, principalmente no Rio.

Aqui em São Paulo os convites tiveram o preço reduzido para R$ 100,00 mas tiraram fora a opção do open bar. Já o segundo lote open bar manteve o preço do primeiro, de R$ 200,00. Geralmente ocorre o inverso, com os preços aumentando sucessivamente, até porque, segundo a organização, os camarotes e primeiro lote estão esgotados.

Agora a coisa está feia mesmo é no Rio de Janeiro. Para quem tem o contato certo, está rolando uma lista amiga por singelos R$ 15,00 para quem chegar até a 1 da manhã na festa.

Espero que esteja errado e os organizadores, por serem gente de bem, estão segurando os preços para facilitar a todos o acesso ao seu projeto. Seria tão bom um projeto diferente para São Paulo.

quarta-feira, 9 de dezembro de 2009

pura verdade

"Enterro é muito estranho, vamos combinar. Você esbarra com gente querida que não encontrava há anos, mas elas estão todas na merda. Gente que você nunca imaginou chorando, pessoas que você só viu sorrindo. E você percebe que cada um chora de um jeito diferente. Porque dói de maneira diferente. Uns ficam travados, com a boca tremendo, segurando a onda. Outros, mais valentes, choram abertamente. E a dor no rosto de um causa dor no rosto do outro. Mesmo assim, os vivos costumam se reunir para enterrar seus mortos: É que quando um vira náufrago, o abraço do outro é tábua de salvação." - André Dahmer

quarta-feira, 2 de dezembro de 2009

high high summer


É ir lá e fazer a phyna dia 13 na Pacha, 19 na Marina da Glória e 31 em alguma praia exclusiva.

Só não vale usar a mesma roupa nas três datas hein. Depois o Facebook te entrega.

PS: tb vale só para ver, ser visto e tomar uma chandon

quarta-feira, 11 de novembro de 2009

sou lindo, absoluto


Sexta-feira, como muitos sabem, é dia de tirar o azar. Quando caí em um dia 13 então, nem se fale.

Não havia data melhor para se marcar um show de Stefhany.

Pela primeira vez em frente do seu portão em uma casa de maior renome e com melhor localização, Stefhany fará, depois de amanhã, um show na The Week.

Depois do show vai virar balada e vou ter um dos meus sonhos realizados, Pomba tocando na The Week (porque um dos bodes que tenho de lá é o tribal que persiste em tocar nos cultos de sábado).

A única decepção está no preço. Paguei mais barato para ver Calypso e Calcinha Preta no ano passado (isso sem contar na caipirinha que custava R$ 15,00 servida em um copo de 700ml e muito gelo seco).

Te vejo lá?

quinta-feira, 5 de novembro de 2009

do começo ao fim

A vida andou corrida e matar a manhã para ir ao cinema não ajudou muito, então somente agora vou dar minha opinião sobre o filme.

Como muitos já disseram, a coisa toda é muito perfeita, não havendo qualquer empecilho para o amor dos irmão. Não há preconceito e parecem fora do armário durante todo o tempo.

Mesmo assim, é um filme que vale ser visto. Não vai tocar como um CRAZY, mas vale o ingresso.

Algumas cenas são bem emocionantes (fiquei com lágrima nos olhos logo no início do filme e algumas verteram lá pela segunda metade, mas tudo com muita compostura, afinal, era uma cabine) e outras lindas de se ver, principalmente para quem gosta de ver dois homens lindos se pegando de jeito.

A trilha sonora é bonita, assim como as imagens do Rio de Janeiro e a casa onde moram.

Não precisa dizer também que a interpretação da Julia Lemmertz faz toda a diferença.

Fica a dica para ver no MixBrasil ou quando entrar no circuito comercial.

terça-feira, 27 de outubro de 2009

diz que fui por aí


Vai morgar no feriado em São Paulo?

Então aproveita e vá ver a Fernanda Takai no Tom Jazz.

Os shows vão rolar no sábado e no domingo e custam somente R$ 60,00.

Infelizmente não estarei por aqui, mas recomendo a todos.

quarta-feira, 21 de outubro de 2009

fashion day


Amanhã vai rolar Fashion Day no Cidade Jardim.

Uma ótima oportunidade de se matar a tarde, se atualizar na moda, ver e ser visto.

terça-feira, 20 de outubro de 2009

ximbication

Depois de ouvir essas duas versões da Ximbica, nunca mais consegui ouvir Obsessed e Celebration e cantarolar as originais. Os versos da Ximbica grudam de uma maneira única.

Libera a Saída


Ximbication

quinta-feira, 15 de outubro de 2009

fábula


Calma macaca! Não é você que foi para o Serasa mais uma vez.

Agora quem lá está é a casa noturna onde você bate cabelo, que deixou de pagar duas parcelinhas no valor de duas garrafas de Grey Goose. Ou melhor estava, porque já foi determinada a exclusão do nome dela do Serasa/SPC.

Não sabe sobre qual estou falando? É a mesma que não está sem alvará de funcionamento!

Mais uma vez, calma macaca! Ela teve a liminar confirmada em sentença para que a Soninha não vá lá fechar as suas portas. Então o seu bate cabelo está garantido por um bom tempo.

Moral da história: tenha sempre bons contatos advogados.

sexta-feira, 9 de outubro de 2009

parada não é só balada

Okay, a Parada do Rio de Janeiro não vai mais rolar neste final de semana. Uma pena, porque se não tivessem adiado, a notícia a seguir não teria data melhor:

Justiça Militar reconhece união estável entre gays


O Superior Tribunal de Justiça Militar reconheceu a união entre pessoas do mesmo sexo e decidiu que todos os servidores gays da Justiça Militar têm o direito de incluir seus parceiros no plano de saúde. A ordem deverá ser efetivada pelo Conselho Deliberativo do Plano de Saúde da Justiça Militar da União (PLAS/JMU) nos próximos dias.

A decisão do STM foi tomada nessa quinta-feira (8/9) no julgamento de Questão Administrativa remetida ao tribunal pelo Sindicato dos Trabalhadores do Poder Judiciário Federal de Minas Gerais. Ao votar, a ministra Maria Elizabeth Guimarães Teixeira Rocha, relatora, disse que a assistência à saúde é um direito garantido pela Constituição Federal, responsável por resguardar os princípios da igualdade e do respeito às diferenças.

A relatora citou decisões recentes do STF, STJ e Conselho Nacional de Justiça, que também estenderam o benefício a seus servidores. De acordo com a ministra Maria Elizabeth, a união homoafetiva como grupo familiar, quando demonstra estabilidade e finalidade de constituir família, é reconhecida por leis e decisões judiciais em vários países.

O ministro Flávio Bierrenbach disse que a decisão foi uma sinalização importante da Justiça Militar, considerada muito conservadora para certas questões. “Se fosse há 25 anos, nem se tocava no assunto, era tabu. Nessa quinta, votamos com a maior naturalidade e foi aprovado. É uma sinalização importante que mostra ao conjunto do Judiciário que este tribunal (STM), embora seja o mais antigo do pais, está aberto a novas idéias”, disse o ministro.

Por Eurico Batista, do Consultor Jurídico.

I Gotta Feeling



Chupinhado do Mans.

quarta-feira, 7 de outubro de 2009

Firefox + Vista

Alguém aqui usa as novas versões do Firefox no Vista?

Pergunto porque há cerca de dois meses, depois das últimas atualizações, os Firefox instalados na maquinas que usam o Vista vêm dando problema, principalmente no Gmail, Orkut e Facebook.

Já nas máquinas com XP, o Firefox funciona que é uma belezinha.

Só eu venho tendo esse tipo de problema ou é algo mais comum? Já atualizei tudo e mesmo assim nada mudou.

Desde já agradeço a colaboração.

é a sua chance

Quer ser rica, famosa e desejada?

Uma grande revista feminina está caçando um gay para responder as mais variadas perguntas de suas leitoras, ao estilo do Meu Melhor Amigo Gay.

Os requisitos, além se der gay, são: escrever bem, ter bom humor e uma boa aparência. Sim, você vai estampar o seu rostinho lindo para o Brasil todo e nunca mais terá de pegar fila em balada nunca mais poderá esconder a sua sexualidade.

Interessou? Mande um e-mail para ludodiniz@gmail.com e eu lhe passarei mais informações.

PS: Acabei de saber que pagam só 300 reais, então tive de editar o começo do texto.

domingo, 27 de setembro de 2009

itaú uniclass


Essa será uma das marcas do Itaú Unibanco. Já existem até agências deste segmento, para testar a integração entre os dois bancos.

Mas o layout ficou de doer. Ao invés de pegar o clean do Unibanco, tomaram como base o Itaú varejo.

Mesmo se a Lúcia Helena insistir eu vou usar um cartão desses.

Pelo visto o pessoal do Itaú, mais uma vez, vai passar por cima da cultura do banco adquirido e perder clientes com isso. Parece que não aprenderam nada com o BankBoston.

Duvída, então entra no Itaú Uniclass e confirme.

btw, alguns fundos de investimentos já tiveram seus nomes alterados para Itaú Uniclass e os cartões de crédito do Unibanco já são pagos para o Banco Itaucard e não mais para o Unicard.

sexta-feira, 25 de setembro de 2009

e você reclamando do seu nome

CVM Multa Pinto Rôla

A CVM acaba de multar em 80 000 reais o diretor de relações com os investidores da Maisa Participações, Alexandre Pinto Rôla. Desse total, 25 000 reais foram por não enviar informações periódicas entre 2000 e 2004; 35 000 reais por não ter elaborado no prazo as demonstrações financeiras entre 1999 e 2003; e outros 20 000 reais por não ter convocado as assembléias gerais entre 1998 e 2003.

domingo, 20 de setembro de 2009

respeito com os adês

E pense duas vezes antes de chamar um de advogado de porta de cadeia.

Vai ter de separar 10 mil para a indenização.

Cliente é condenada a pagar indenização por chamar advogado de porta de cadeia.

quarta-feira, 16 de setembro de 2009

pegaram a bee



Tirinha do Dr. Pepper só para dar uma atualizada no blog. Clica que amplia.

quarta-feira, 9 de setembro de 2009

tá chegando

Ansioso pela chegada da nova temporada de Gray's Anatomy.


Esses são os vídeos promocionais já soltados pela ABC. Os próximos com os spoilers que a todos já sabem.


Espero que Sony libere o episódio duplo, para matar a saudade.


Btw, alguém sabe quando será a estréia no Brasil?

quarta-feira, 26 de agosto de 2009

30 milhões de euros

Foi essa a quantia que a Athina e o Doda gastaram em cavalos nos últimos anos.

E mesmo assim, o Doda continua na 40ª e a Athina na 838ª posição no ranking mundial da Federação Equestre Internacional. Até o ex da Narcisa, o Caco Johannpeter está na frente da Athina.

sábado, 15 de agosto de 2009

dalva @ vegas



Quero ver todo mundo por lá. Não só para prestigiar o Ailton e o Carioca, mas também para encerrar as comemorações do meu aniversário.

quinta-feira, 6 de agosto de 2009

quem será a próxima?

Depois de pegarem a Tia Eliana e a Tia Tânia, agora foram na Tia Franziska.

No Sarney, no Lulinha e no caso do Celso Daniel ninguém se atreve a se meter.

Deixem as tias sonegarem em paz.

terça-feira, 28 de julho de 2009

Ajude Gabriel Buchmann



Estão sabendo do caso do sumiço de Gabriel Buchmann? Então, ele é namorado de uma amiga minha e está perdido em Malawí, na Africa, enquanto escalava o Monte Mulanje.

Temos de divulgar ao máximo para o assunto permanecer na mídia e as autoridades continuarem cooperando nas buscas. Os amigos criaram um blog onde atualizam as informações sobre as buscas.

Além disso, a família vem atuando através de voluntários que conhecem a região, arcando com o transporte, hospedagem e alimentação para ajudarem nas buscas pelo Gabriel.

Como tudo isso envolve um custo, lá no blog dá pra contribuir com algum valor para auxiliá-los a tê-lo de volta.

Dêem ao menos uma passada por lá, até mesmo para entender melhor o ocorrido e a situação do local.

sexta-feira, 24 de julho de 2009

quebrando tradições


Sem palavras para falar sobre esse vídeo (chupinhado do Celso Dossi). Fazia tempo que não me emocionava com um vídeo do YouTube.

Será assim que vou entrar no meu casamento.

E aqui tem um entrevista com os noivos:


A música é Forever, do Chris Brown:
1, 2, 3, 4

Hey Hey Oh... forever
Hey Hey Oh... forever

It's you and me
Moving at the speed of light into eternity yeah,
Tonight is the night to join me in the middle of ecstasy.
Feel the melody in the rhythm of the music around you, around you
I'm gonna take you there, I'm gonna take you there
So don't be scared
I'm right here, baby
We can go anywhere, go anywhere
But first it's your chance,
Take my hand come with me

It's like I've waited my whole life for this one night
It's gonna be me you and the dance floor
'cause we've only got one night
Double your pleasure
Double your fun and dance
Forever (ever, ever)
Forever (ever, ever)
Forever (ever, ever)
Forever (ever, ever)
Forever (ever, ever)
Forever (ever, ever)
Forever on the dance floor

Feels like we're on another level
Feels like our loves intertwined,
We can be two rebels breaking the rules
me and you, you and I
All you got to do is watch me
Look what I can do with my feet
Baby, feel the beat tight,
I'm driving you can take the front seat
Just need you to trust me
Girl, girl, girl...
It's like!

It's like I've waited my whole life for this one night
It's gonna be me you and the dance floor
'cause we've only got one night
Double your pleasure
Double your fun and dance
Forever (ever, ever)
Forever (ever, ever)
Forever (ever, ever)
Forever (ever, ever)
Forever (ever, ever)
Forever (ever, ever)
Forever on the dance floor

It's a long way down,
We're so high off the ground,
Sending for an angel to bring me your heart
Girl, where did you come from?
Got me so undone,
Gazing in your eyes got me singing what a beautiful lady
No "if"s, "and"s or "maybe"s
I'm releasing my heart and it's feeling amazing
There's no one else that matters
you love me and I won't let you fall girl
Let you fall girl oh
Ah ah ye yer
I won't let you fall, let you fall
Let you fall oh oh
Yer yer
Yer yer
It's Like!

It's like I've waited my whole life for this one night
It's gonna be me you and the dance floor
'cause we've only got one night
Double your pleasure
Double your fun and dance
Forever (ever, ever)
Forever (ever, ever)
Forever (ever, ever)
Forever (ever, ever)
Forever (ever, ever)
Forever (ever, ever)
Forever on the dance floor

Oh! oh! oh, oh, oh, oh, oh! ooh, ooh...yeah!!

Forever (ever, ever, ever, eever)
Forever ever aah!!

quinta-feira, 23 de julho de 2009

# mimimi

A criatura desvirtua o propósito da lista, toma um saculejo, fica toda #mimimi e ainda leva 4 mil de indenização.

Vou fazer uma busca no meu gmail para ver se tenho de quem tirar uma graninha.

Saiba mais no Consultor Jurídico.

domingo, 12 de julho de 2009

banheiros antidrogas

A VejaSP desta semana trata da questão dos banheiros antidrogas, onde as casas noturnas tentam, cada qual da sua maneira, a coibir o uso pelos seus frequentadores.

Ao meu ver, as atitudes são todas inócuas e pegam, no máximo, um usuário de drogas inexperientes. Além disso, a responsabilidade jurídica vai para o espaço ao se invadir a privacidade de um cliente.

Isso porque a casa tem de coibir o comércio e o porte. Quanto ao uso de entorpecentes, nem a lei proíbe, que fique bem claro.

Segue a reportagem completa:
Banheiros antidrogas
O que as casas noturnas fazem para coibir o consumo de entorpecentes nos toaletes

Por João Batista Jr. - 15.07.2009

The Week: "olho mágico" nas portas permite que seguranças espiem dentro dos reservados

Para dificultar possíveis farras ilícitas dos baladeiros, algumas casas noturnas da cidade decidiram adotar em seus toaletes técnicas à la Big Brother. O objetivo é ampliar a vigilância e dificultar o uso de drogas, sobretudo as aspiradas, caso da cocaína e da ketamina. Na The Week, na Lapa, um buraco de 7,5 centímetros de diâmetro na parte superior da porta do banheiro principal permite que os seguranças vejam dentro dos reservados, que atendem homens e mulheres. Em um mês, os outros três banheiros da casa também vão contar com essa espécie de olho mágico antidrogas. "É um meio de controlar qualquer abuso, e até de socorrer quem bebeu demais", avalia o sócio André Almada. Ele garante que a equipe da boate só espia aqueles com comportamento suspeito. "Optamos ainda por portas suspensas, que permitem essa primeira averiguação." Vãos de 20 centímetros de altura na parte inferior das cabines também estão entre os recursos utilizados pelo Museum, no Brooklin. "Além disso, há pequenas frestas entre as portas", acrescenta Tarik Taha, um dos proprietários.

O advogado Sergio Tannuri, especialista em defesa do consumidor, afirma que essa prática configura invasão de privacidade. Segundo ele, as baladas poderão sofrer processos por danos morais de clientes que se sentirem constrangidos. "Quem vai garantir que não vão observar nem registrar a intimidade das pessoas?", diz. É exatamente esse o receio da estudante Natália Azevedo, de 24 anos. "Já pensou se alguém tira uma foto minha ou faz um filminho com a câmera do celular e coloca na internet?", questiona ela, frequentadora da casa.
Sonique: decoração branca para confundir usuários
Sonique: decoração branca para confundir usuários

O Sonique, na Consolação, construiu um banheiro 100% branco. "Fugimos de criar um clima underground para não estimular o consumo de drogas", conta o sócio Beto Lago. Segundo a psicóloga Silvia Brasiliano, coordenadora do Programa de Atenção à Mulher Dependente Química, da Universidade de São Paulo, tais medidas dificultam o consumo. "Por terem a mesma cor, a cocaína e a tampa da privada podem se confundir", diz ela. Para Elisaldo Carlini, diretor do Centro Brasileiro de Informações sobre Drogas Psicotrópicas, da Unifesp, a espionagem não resolve a questão, pois substâncias sintéticas como ecstasy e LSD podem ser ingeridas em praticamente qualquer ambiente. "Mas qualquer medida para inibir o uso é bem-vinda."

sábado, 11 de julho de 2009

it´s a rainy day

Nada melhor para passar uma tarde chuvosa do que comer, dançar e rir muito com amigos felizes e desinibidos.

Logo mais haverá uma festa julina babadeira nos Jardins.

Já separei a minha chaparreira, a Lacoste xadrez e o Wrangler, porque não sou obrigado.

terça-feira, 7 de julho de 2009

restam dúvidas?

Se havia alguma dúvida de que o STF (Supremo Tribunal Federal) irá logo mais emitir uma Súmula com relação ao reconhecimento de união estável entre pessoas do mesmo sexo, agora não restá mais.

Segue matéria do Globo de hoje:

Parceiro gay de servidor do STF pode ser dependente
O Globo - 07/07/2009


BRASÍLIA. Desde 1 de julho, o Supremo Tribunal Federal (STF) passou a autorizar seus servidores que têm relações homossexuais estáveis a incluírem os parceiros como dependentes no plano de saúde da Corte. Para ter direito ao benefício, o funcionário precisa assinar declaração afirmando que a relação é estável e apresentar ao menos três destes documentos: cópia autenticada de declaração conjunta de Imposto de Renda; referência ao parceiro no testamento; comprovação de residência comum por mais de três anos; comprovação de financiamento de imóvel conjunto; documento que ateste conta bancária conjunta há pelo menos três anos.

Além disso, quem quiser estender o plano ao companheiro terá de provar que a união não tem impedimentos decorrentes de outras relações. O benefício aos dependentes será suspenso em caso de dissolução da relação ou de desligamento do titular do plano de saúde. Se o funcionário apresentar informações inverídicas, também haverá interrupção do benefício.

A decisão foi tomada em reunião do conselho deliberativo do STF Med, composto por servidores da corte e presidido pelo ministro Cezar Peluso.


Seria muito incongruência reconhecer a união homossexual entre os seus funcionários e negar aos demais brasileiros.

domingo, 5 de julho de 2009

fazendo o eat'n tell

Há um bom tempo eu não ia ao Outback, principalmente o do Eldorado.

Ontem resolvi jantar por lá e senti uma pequena queda no serviço. Tinham uns waiters que fariam o Seu Salim (manda chuva da rede no Brasil) enfartar com algumas atitudes, do tipo, misturar em uma mesma bandeja copos sujos com pratos a serem servidos.

O banheiro também sujo, com o piso todo molhado e sem papel. Coisa inadmissível de se aceitar em um restaurante desse nível.

Mas a comida, como sempre, estava divina. A cebola sequinha, o Wallaby perfeito e a tilápia muito bem temperada.

Outra coisa que não mudou era a lotação. Apesar de a loja ter aumentado muito o seu tamanho, quando saímos, já passado das 11 da noite, haviam ainda 70 mesas em espera.

terça-feira, 30 de junho de 2009

será que vinga por aqui?

A Comunidade Européia fechou um acordo com os 10 maiores fabricantes de celulares, que representam 90% do mercado europeu, para unificarem os carregadores de celular.

Além de ser um ganho enorme para os consumidores, a quantidade de lixo eletrônico tende a diminuir, afinal, em caso de pane em um carregador, pode-se pegar um antigo ou de outro morador da casa.

Essas unificações deveriam ocorrer para tudo que é eletrônico, mas vai falar isso pra Sony, que nem os seus modelos tem as mesmas conexões.

segunda-feira, 29 de junho de 2009

30 idéias

Foi colocado no ar o blog/site 30 idéias, cujo objetivo é mostrar formas de auxiliar a causa LGTB como um todo.

Lá se encontra dicas sobre como lidar com a sua aceitação, o preconceito dos outros e engajamento social.

Achei essa idéia o máximo, principalmente na questão do engajamento. Já me peguei pensando várias vezes sobre como poder ajudar alguma ONG ou algo do gênero e nunca consegui uma resposta.

Certa vez inclusive escrevi um e-mail para uma, e sequer uma resposta eu recebi.

Mas acredito ser coisa do passado, quando a internet ainda era um mundo estranho para muitos.

Lá se encontra uma lista de algumas ONGs, programas de saúde do governo e órgãos de defesa aos direitos LGBT.

Vale a pela surfar (nossa, faz tempo que não vejo essa expressão pela net) pelo 30 idéias e se perder pelos seus links por bons minutos. Ou quem sabe horas, como aconteceu comigo.

oh coitado!



Reparem no 1:24. Ela tenta ensinar o moonwalk para o galo.

Mas a homenagem mesmo eu deixo para o clip abaixo, que tem a base roubada do I Wan't You Back dos Jackson Five (e por pouco eu não canto no sábado):

sexta-feira, 19 de junho de 2009

não se reprima



Okay, o vídeo é tosquinho, mas a versão ficou gostosinha.

Foi feita especialmente para a campanha da Batavo Pense Light, mas já está bombando nas rádios graças ao jabá à voz de Tatiana Parra.

Então aproveitem o final de semana e não se reprimam (mas sempre com juízo e camisinha tá).

quarta-feira, 17 de junho de 2009

só sobra pra caninha

Saiu hoje uma reportagem sobre a queda da venda de destilados por influência, principalmente, da elevação do IPI para "bebidas quentes".

Segundo o Valor Econômico, "o brasileiro está este ano consumindo menos destilados, como uísque e vodca. A única exceção é a cachaça."

A razão, segundo os produtores, está no fato de a vodka e o whisky terem a suas vendas através de bares e restaurantes em 40%, enquanto que a cachaça concentra a sua distribuição nessa área em 80% das vendas.

Isso porque nos bares e restaurantes, se vende a dose, que por já ser superfaturada (em alguns casos o preço da dose paga a garrafa), o repasse do aumento não foi passado para o consumidor. Além de a cachaça custar bem menos do que os demais destilados.

Acho um um bom momento para se repensar nos preços absurdos cobrados por algumas casas noturnas com relação às bebidas?

Não digo para não terem lucro (é essencial), mas algo mais real. Antigamente culpavam a consumação mínima. Como não havia um preço de entrada, ela era incluída indiretamente nos preços das bebidas.

Depois, veio a questão da lei (que NUNCA proibiu tal cobrança, apenas determinou que ela não pode ser a única forma) e as casas passaram a transformar o valor cobrado pela consumação mínima como entrada e mantiveram os preços das bebidas.

Pior. Alguns lugares tem a pachorra de cobrarem uma fortuna por bebidas falsificadas.

Ao mesmo tempo, as casas não vem dando o retorno necessário ao cliente, afinal, o mínimo que se exige é segurança e pelo número de assaltos ocorridos sem que aparentemente nenhuma atitude seja tomada pelo estabelecimento, e agora com esse caso de espancamento ocorrido na Cantho no último domingo, onde um amigo da vítima deve de ir até lá para socorrer (mais no Vipado, Tony, Lindinalva, Gui, Carioca e MixBrasil) esse assunto tem de ser colocado em voga e um boicote tem de ser feito junto à Cantho para mostrar a indignação dos clientes, mesmo de pessoas como eu, que nunca colocaram os pés lá.

Poderia começar pelos sites que divulgam baladas, mostrando que têm dignidade e um pouco de independência, cancelando toda e qualquer divulgação da Cantho e negando inclusive anúncios pagos. Ao menos até um pronunciamento digno explicando o seu lado da história.

terça-feira, 16 de junho de 2009

tantas emoções

Estou em falta com vocês, mas é porque esses dias foram puxados.

Amigos, feriados, baladas, sinusite, resfriado, audiências intermináveis e uma montanha de prazos não me deixaram dar muita atenção ao meu blog (mas os dos amigos eu continuo visitando e comentando).

Nesses dias de silêncio houve grandes discussões envolvendo a festa da Daslu (que adorei), a Parada (que dei no-show), o Ahmadinejad (que tenta dar o truke), a selvageria na Cantho (que me deixou revoltado), a volta dos Docksides (que para mim nunca se foram - abafa), o sucesso da Azul (que ainda não voei), a putaria no Senado (que não me surpreende mais) e a trasheira da Fazenda (que acho a edição uó).

Mas uma coisa preciso falar sobre Teerã. A censura lá está crescendo absurdamente desde que Ahmadinejad foi reeleito. As restrições à sites e blogs cresce dias após dia.

Para atrapalhar a censura, os internautas vem mudando a suas localizações em Twitters, Facebook, Blogspot, etc para Tehran (nome em inglês da capital), o país para Irã e a hora para GMT +3:30. Segundo o pessoal que faz essa campanha, com o aumento de usuários supostamente estabelecidos por lá, eles terão dificuldades em manter a censura.

Na dúvida eu alterei os meus dados. Faço tudo que estiver ao meu alcance para se lutar contra censuras e favorecer democracias plenas. Vai lá e altere os seus dados também ;-)

Ah, coloquei uma novidade no blog, as tags. Vamos ver se vai dar certo.

terça-feira, 9 de junho de 2009

bora boicotar


Agora que foi reconhecido o caráter homofóbico na propaganda YMCA dos Doritos pela Almap/BBDO, entro oficialmente no boicote dos produtos da Pepsico.

São eles:
Doritos
Lipton
H2oh
Pepsi
Gatorade
Elma chips (aka Ruffles, Fandangos, Cheetos, Baconzitos, Cebolitos, etc)
Todynho
Coqueiro
Quaker

Seria interessante que essa questão fugisse do meio virtual e atingisse, principalmente, as casas noturnas, bares e restaurantes friendlys, afinal, lá são vendidas as maiorias dos produtos da Pepsico.

Então The Week, Flexx, Bubu, SoGo, D-edge, Vegas, Gambiarra, Galeria, Le Boy, 00, Sonique, Volt, Piaf, Vermont, Dida, Gourmet, Spot, Ritz, L'Open, Piola, Koni e Felice - tratem de mostrar o respeito pelos seus clientes e parem de vender as bebidas da Pepsico, ao menos nesta semana.

Caso tenham contrato de exclusividade, empurrem outras opções para seus clientes, para derrubar as vendas e fazê-los sentir no bolso como é caro enganar o consumidor.

OBS: Importante lembrar que a coisa extrapola a questão da homofobia. A Pespsico e a Almap/BBDO negaram que usaram a música como hino gay mas como uma música antiquada. Entretanto, no anuário do Clube de Criação de São Paulo, ao narrar o comercial o texto traz a seguinte informação: No rádio toca "YMCA" - música do Village People, mundialmente conhecida como símbolo gay. Portanto, a Pepsico e a Almap/BBDO mentiram para os seus consumidores e isso é muito, muito feio, e por tal ato infantil deverão pagar caro.

PS: Ilustração chupinhada do uomini.

they just want your pink money

Como bem denunciou o Tony, a Almap/BBDO confirmou o caráter homofóbico da ridícula propaganda do Doritos, em que o rapaz começa a dançar YMCA, os amigos olham feio e depois vem a frase: Quer dividir alguma coisa com os amigos? Divida Doritos.

Bem, quem está no mailing da The Week já deve ter recebido em sua caixa postal o e-mail "Pride Week" Daslu & The Week, onde a Daslu Homem e algumas outros estabelecimentos da Villa Daslu concedem desconto para os portadores de cartões da The Week durante a semana da parada gay.

Até aí, tudo certo, afinal, a The Week tem um grande mailing e o feriado para a Daslu tende a ser perdido. Assim, ela atraí ainda mais gente para a sua loja e com dinheiro para gastar, afinal, o é sabido que o público gay gasta muito mais dinheiro em roupas e acessórios do que os héteros e um desconto sempre vai bem.

Porém, a estratégia é focada totalmente no mailing The Week e somente nele. Não há nada sobre a promoção no site da Daslu ou mesmo no da The Week. Jogue Daslu e The Week no google e não vai aparecer nada ligado a parceria.

Toda e qualquer promoção ou novidade a Daslu coloca em seu site, tanto para movimentá-lo como para divulgar ao máximo e assim ganhar na escala (esse é o objetivo de qualquer promoção). Também nada foi enviado pelo mailing da Daslu informações sobre tal parceria.

Isso leva a crer que a Daslu te aceita como cliente enquanto se está gastando os tubos, entretanto, quer deixar a sua sexualidade escondida embaixo do tapete.

Provavelmente para não divulgar a presença de gays entre seus clientes, ou ao menos como seu público alvo.

Uma vergonha, principalmente para um lugar onde trabalham muitos gays e tem neles uma boa parcela do seu público masculino.

Tia Eliana, desta vez você me decepcionou.

sábado, 6 de junho de 2009

será culpa da crise?

A Tiffany abriu o crediário para o dia dos namorados.

Quem gastar mais de R$ 3.000,00 vai poder parcelas as compras em 10 vezes sem juros, se pagar com Amex.

quarta-feira, 3 de junho de 2009

não deu tempo sequer para molhar o bico

Pois é, demorou pouco para a influência tirar as razões dos tribunais e logo após a postagem anterior o STF, a pedido do Partido Progressista, suspendeu, liminarmente a excelente sentença do Juiz Federal de 1ª Instância.

Agora vamos aguardar para ver se a sensatez e a legalidade irá prevalecer ou se o Brasil passará a ser um porto seguro para seqüestradores internacionais de menores.

Saiba mais aqui e aqui.

terça-feira, 2 de junho de 2009

e o sean?

Ontem, com o desaparecimento do vôo AF 447, pouca atenção se deu ao caso do menor Sean, cuja guarda voltou a ser de seu pai, o americano David Goldman.

Para quem não se lembra, David era casado com Bruna e vivam nos Estados Unidos. Em 2004, Bruna veio passar férias com o filho Sean e nunca mais retornou, violando o direito de guarda protegida pela Convenção de Haia, quando trata dos Aspectos Civis do Sequestro Internacional de Crianças.

Houveram longas batalhas judicias nas Varas de Família do Rio de Janeiro e nas de New Jersey, tendo a Bruna levado vantagens nas ações que corriam no Brasil, atualmente em fase de recurso.

Entretanto, Bruna veio a falecer quando deu a luz a uma menina, filha gerada pelo seu relacionamento com o advogado João Paulo Bagueira Leal Lins e Silva.

Desde então, David voltou a brigar pela guarda de seu filho em um novo processo, desta vez contra o advogado, uma vez que até então, quem tinha direito provisório sobre a guarda era a Bruna.

Provada, a União Federal ajuizou ação de busca e apreensão do menor e ontem saiu a sentença dando ganho de causa ao David.

O juiz deu um show. Para quem não é da área ler todo o texto é cansativo, mas para quem atua em direito, vê se que o juiz agiu de maneira louvável.

Afinal, se a mudança de país, escola e familiares próximos fosse algo que realmente preocupasse a família brasileira do menor, não teriam agido assim quando o retiveram no Brasil.

Ainda teve culhão de condenar o Réu a pagar R$ 20.000,00 por litigância de má-fé, por ter dificultado a visita do menor pelo seu pai.

O prazo para a entrega do Sean no Consulado Americano do Rio de Janeiro pelo João vai até amanhã, 3 de junho, às 14 horas, quando então saberemos se a coisa vai se complicar ou não.

Merece os parabéns o Dr. Rafael de Souza Pereira Pinto por não ter se deixado levar pela opinião pública, se restringindo aos fatos e à legislação aplicável, cumprindo a Convenção de Haia e corrigindo um erro do passado.

Agora é torcer para entregarem o menino e não causarem mais danos ao coitado.

quinta-feira, 28 de maio de 2009

Que blogueiro brasileiro você é?

Se joga no Facebook, responda o quiz e saiba com qual blogueiro você mais se parece.

terça-feira, 26 de maio de 2009

tava demorando


Ninguém do MPT ou da Promotoria da Infância e Juventude faz nada contra criança que pede dinheiro em farol, é explorada para trabalho braçal ou se joga nas drogas na Cracolandia.

Agora, a pentelhinha da Maísa que dá Ibope, aí todo mundo corre atrás. Falta para alguns dos membros essenciais à Justiça, o foco ao seus reais deveres e não nos seus 15 minutos de fama.

segunda-feira, 25 de maio de 2009

alto lá

Planeja fazer algum financiamento grande?

Então aguarde mais uma ou duas semanas. Isso porque os grandes bancos estão retomando as linhas de crédito de longo prazo.

O Santander e o Itaú voltaram a financiar veículos em 72 meses e o Bradesco está estendendo os financiamentos imobiliários para 30 anos e reduzindo os juros para 8,9% (imóveis até 120k) e 10,9 (imóveis até 500k).

Portanto, para não perder uma boa oportunidade, é bom aguardar os movimentos dos demais bancos antes de fechar algum negócio, afinal, pequenas diferenças fazem grandes estragos quando as cifras são altas e os prazos longos.

sexta-feira, 22 de maio de 2009

let´s make lots of money

Está rolando muita discussão sobre a questão da queda dos juros acabar com a rentabilidade dos fundos de investimentos, o que poderia ocasionar uma migração em massa para a poupança, gerando grandes problemas à União Federal, pois, passaria a ter dificuldades em rolar a dívida.

Mas a culpa não é da queda das taxas de juros. Okay, em certo ponto sim, mas o problema maior está na taxa de administração cobrada pelos grandes bancos para os fundos de renda fixa.

Um fundo DI, onde o gestor praticamente não tem qualquer trabalho, e conseqüentemente, pouco custo, deveria cobrar uma taxa máxima de 1% ao ano.

Entretanto, os fundos DI de varejo, cuja aplicação inicial mínima é de 500 reais cobram em média 4%. Com o CDI em torno de 10%, esse fundo vai ter uma rentabilidade de 6%, o que já é inferior a poupança. Ao se abater os impostos, a rentabilidade líquida não vai chegar em 5%.

Mesmo os fundos com aplicação entre 50 e 100 mil, quando se trata de bancões, a taxa fica entre 1% e 2%, deixando a rentabilidade bem próxima a da poupança, caso o resgate ocorra no curto prazo. O imposto de renda, para resgates em até 6 meses é de 22,5% sobre a rentabilidade, enquanto que se o investimento ficar por 2 anos, ele cai para 15%.

Para se atingir taxas vantajosas, inferiores a 1%, os grandes bancos exigem um investimento de 200 mil (Unibanco para 0,5%) (Bradesco para 0,7%) ou até mesmo 400 mil (Safra para 0,5%).

Alguns dos bancões sequer chegam a essas taxas.

A saída é aplicar diretamente com bancos de investimentos. Como eles precisam correr para captar, afinal, não tem as enormes redes de agências que o varejo dispõe, as taxas são super vantajosas e os tickets em alguns casos baixos.

Ai você me pergunta, e o risco? Realmente o risco de se aplicar em um banco menor, com métodos pouco ortodoxos, como era o caso do Banco Santos, realmente é complicado.

Mas existem grandes instituições nessa área. Muitos deles, como o Pactual ou Opportunity há a exigência de investimento global elevado, apesar das aplicações mínimas serem razoáveis.

Quem vem se destacando nisso é o Credit Suisse. Ele continua fechado, sisudo, com cara de poucos amigos para quem não se enquadra no private, mas ele não te barra. Então com 5 mil dá para aplicar em um DI com taxa de administração variando entre 0,30-0,50%. Com isso, o fundo alcança a excelente média de 97% do CDI, tendo inclusive ultrapassado o índice em alguns meses. Isso, ressaltando, sem risco algum de se perder dinheiro.

O mesmo vale para Multimercados sofisticados como o Portfólio Plus ou o High Yield. Em ambos os tickets mínimos são de 5 mil e as taxas variando entre 1,0-1,5%, mas com AGE já marcada para reduzir para 0,75%.

O post não é pago não tá, mas achei ser uma informação importante a ser compartilhada, afinal, mesmo com a crise na bolsa, esses dois fundos multimercados passaram ilesos. O Portfólio Plus manteve a rentabilidade e 99% do CDI e o High Yield ficou em 88%. Mas isso porque ele aplica em renda variável e com a queda das bolsas, ele sofreu, porém, NÃO TEVE RENTABILIDADE NEGATIVA EM MÊS ALGUM. Eu não vi nenhum multimercado de varejo passar pelo menos um mês sem rentabilidade negativa de setembro de 2008 pra cá.

Ah, agora que a turbulência passou, em 2009, eles estão rendendo 104% e 107% do CDI, respectivamente.

Para quem tem dinheiro disponível para investir, vale fugir do varejo e pensar com carinho no Credit Suisse.

Agora, se pode deixar o dinheiro parado por um tempo, darei algumas dicas na próxima semana sobre CDBs e Debentures com boa rentabilidade, segurança e até mesmo uma certa liquidez.

terça-feira, 19 de maio de 2009

comigo sempre acertam

Paciente vai ganhar R$ 10 mil por extração de dente errado

Um paciente receberá R$ 10 mil de indenização por ter tido um dente arrancado por equívoco. Silas de Oliveira conta que iniciou um tratamento ortodôntico no C.A.P.I.T.T.S., onde foi constatada a necessidade de extração de dois dentes. No entanto, o dentista, preposto do réu, extraiu um dos dentes de forma equivocada, causando danos ao autor da ação. A decisão é da 1ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio.

Os desembargadores decidiram, por unanimidade, manter a sentença da 35ª Vara Cível da comarca da Capital. No relatório, o desembargador Camilo Ribeiro Rulière, relator do processo, ressalta a importância de indenizar o autor pelos danos sofridos.

"Evidentemente que a inversão do dente a ser extraído ensejou situação desagradável, o dissabor e a frustração, não havendo que se exigir a comprovação do sofrimento de quem não obtém tratamento de saúde adequado, estando correta a fixação da verba indenizatória pelo dano moral", disse o magistrado.

Processo nº: 2008.001.66023

Fonte: Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro

PS: É mentira o título tá, minha dentição é completa. Ainda.

segunda-feira, 18 de maio de 2009

show me your genitals

Para animar a semana...

quarta-feira, 13 de maio de 2009

no-show no miojo


Porque com uma festa dessas na The Week na véspera, não terei energias para a mega lotação do miojo israelita no dia seguinte.

Mas as comemorações dos 7 anos da Trash 80's começa já na sexta-feira, com um bela festa open bar.

Eu não vou porque estarei no Castelo das Pedras descendo até o chão na praia, longe de tudo e de todos, recarregando as energias.

E fica a dúvida. A Floresta do Sussurro fica aberta para festas como essa da Trash?

quinta-feira, 7 de maio de 2009

quer bancar a phyna?


Então corre até a 269 284 e garanta o seu no convitinho enquanto está no primeiro lote.

Ah, e não precisa temer o limite do seu cartão, porque eles não aceitam para compra de tickets. Aproveita e passa esse seu cheque, porque lá não vão fazer cara feia para você (tá, se você sacar um cheque azul do Bradesco vai ouvir um "Sai daí Yasmim").

quarta-feira, 6 de maio de 2009

eu rezo

e acontece

TIM tem prejuízo trimestral de R$ 144 mi

Autor(es): Luciana Monteiro
Valor Econômico - 06/05/2009



A TIM Participações anunciou ontem prejuízo de R$ 144,014 milhões no primeiro trimestre de 2009, valor 14,8% superior ao prejuízo de R$ 125,466 milhões registrado no mesmo período do ano passado.

A receita líquida apresentou crescimento de apenas 0,6%, no período ante o mesmo trimestre do ano passado. O valor foi de R$ 3,011 milhões ante R$ 2,992 milhões. Segundo comunicado da empresa, o impacto na receita ocorreu por conta da deterioração da base pós-paga e pouca agressividade no pré-pago. A companhia encerrou o primeiro trimestre com 36,1 milhões de usuários, 11% acima do primeiro trimestre de 2008.

A dívida bruta somou R$ 3,473 bilhões (dos quais 65% de longo prazo), acima dos R$ 3,225 bilhões do quatro trimestre do ano passado, em face da queda no resultado de derivativos líquidos. A dívida da companhia é representada por financiamentos de longo prazo com o BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) e com o BNB (Banco do Nordeste do Brasil). Além disso, há empréstimos com outras instituições financeiras locais. Aproximadamente 35% da dívida total está expressa em moeda estrangeira - dólares e iene -, sendo que esse valor está 100% protegido em moeda local.

Em 16 de abril, a TIM anunciou acordo de fusão com a Docas Investimentos S.A. que lhe garante 100% da Intelig Telecomunicações Ltda.

segunda-feira, 4 de maio de 2009

o tal do rei


Muito barulho vem sendo feito sobre a festa do rei.

Ninguém sabe onde é, quando será e quem está nos bastidores.

Com a profusão do francês na divulgação, uma lista bafônica do Gmail deixou alguns integrantes com a certeza de ser uma pessoa cujo nome não se vem ao caso.

Ativei uns contatos e cada um vinha com uma versão diferente. Teve pool party no Skye, baladinha em um heliponto na região da Paulista e até gente falando que seria o retorno do Ultralounge.

Já perguntando para as lulus de Sampa, poucas sabiam da tal festa, mas a sugestão delas era de ser algo no Le Roi, talvez para prover a chegada da marca Rei do Rio - Sociedade Real por aqui, afinal, eles não vendem em lojas, apenas em pvts ou sob encomenda.

Mas com a informação que chegou no blog da festa, de ter mais de 500 convidados, a hipótese acima ficou completamente excluída. Até porque o blog confirmou o público da festa como gay. Sendo assim, Victor & Leo também ficam de fora.

E agora pela manhã, minutos antes de fechar o post, me vieram com a informação de que seria o retorno de Sergio Kalil, antigo Rei da noite gay, antes do André Almada tomar o trono, com a força e estrutura da The Week.

E você, tem alguma sugestão?

domingo, 3 de maio de 2009

cuidado, o cerco está fechando

Há algumas semanas comentei sobre a prisão de pessoas comercializando entorpecentes na The Week, cujos processos chegaram ao TJSP.

Pois bem, mais um foi julgado e chamou a atenção da forma como as coisas ocorreram, Veja esse trecho do acórdão:
Ademais, segundo consta da denúncia, os pacientes, ante a notícia de que, de forma organizada e estável, forneciam ecstasy em várias boates, notadamente no estabelecimento conhecido como The Week, vinham sendo monitorados por ordem judicial, exarada em autos de ação cautelar para quebra de sigilo de comunicações telefônicas e dados n. 050.08.075126-1.

É isso mesmo que você está pensando. Quebraram o sigilo do celular e e-mail do dealer em questão, mostrando a necessidade de se tomar cuidado, principalmente com brincadeiras nos telefonemas, e-mails e orkuts da vida quando se lida com esse tipo de pessoa, pois, a polícia pode estar sabendo de tudo e pode-se parar no meio da confusão como parceiro de dealer.

Depois, até explicar que focinho de porco não é tomada, tu já vai ter passado algumas noites no xilindró, dado uma boa quantia de dinheiro para o seu advogado e deixar uma marquinha eterna na sua capivara.

E isso vale para tudo, afinal, está na moda o grampo por aqui e quando menos se espera, estará com a cara estampada no Jornal Nacional.

sábado, 2 de maio de 2009

like 5 years ago

Engraçado como o tempo e a distância nada influencia quando a amizade é verdadeira.

Na semana que se passou, um amigo que mora no exterior há cinco anos esteve de passagem por São Paulo e reunimos um pessoal da hípica que não monta mais. Porém, há dez anos, convivíamos diariamente, nas tardes das semanas e nos finais de semana.

Parecia que nada tinha se alterado. Todos demonstravam a mesma intimidade, faziam as mesmas brincadeiras e os bebuns continuavam a ficar em estado de miséria no final da noite.

O detalhe é que a relação de todos com o cavalo se manteve igual. Hoje nenhum dos que ficaram no Brasil montam mais ou freqüentam a hípica intensamente.

É a vida real batendo na nossa porta.

Agora vou chegar meu terno, porque tenho um casamento logo mais.

segunda-feira, 27 de abril de 2009

liberdade sempre e para todos

Alguns deputados pretendiam que integrantes do CQC e do Pânico fossem barrados na Câmara, podando a liberdade de imprensa e de expressão.

Mas o diretor de comunicação da Câmara, Sérgio Chacon, afirmou que não irá alterar as regras atuais.

E mais, ordenou aos assessores mimimi que explicassem aos deputados como deveriam lidar com o tipo de jornalismo praticado pelos dois programas ao invés de pediram as cabeças deles.

Parabenizo o Sérgio pela ótima atitude. É assim que as coisas funcionam em um Estado de Direito.

Maiores informações com o Lauro Jardim.

PS: Sorry pelo período sem atualização, mas essas semans curtas comprimem os prazos e complica demais a minha vida.

sábado, 18 de abril de 2009

melona na barra



É o que temos para o feriado. Entre o Posto 5 e o 7, com o pessoal do Marquinhos.

Ficadica!

terça-feira, 14 de abril de 2009

e a the week bombando nas varas criminais

Estava eu fazendo uma pesquisa jurisprudencial para defender os interesses de um cliente expulso de uma casa noturna por fazer sexo na cabine do banheiro um motivo que não vem ao caso e, devido as dificuldades de localizar algo que servisse para o meu cliente, resolvi pesquisar pelo nome de grandes clubes.

Bem, achei pouquíssimo processos já julgados pelo Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo envolvendo casas noturnas famosas de São Paulo e litoral, mas me abismei na quantidade de vezes em que elas são mencionadas ao longo dos casos.

Deixe-me explicar para quem não é do ramo. Ao se efetuar uma pesquisa entre recursos já julgados, ela abrange atualmente todo o texto, portanto, se determinado estabelecimento ou pessoa na qual solicita a busca é citado ao longo do texto, a pesquisa retorna o acórdão (sentença do Tribunal, digamos assim) completo.

A questão é que a The Week, foi a casa noturna mais citada. Foram 3 Apelações Criminais e 2 Habeas Corpus, todos envolvendo dealers presos em flagrante dentro da casa.

Depois da The Week, vem o Clube A, que nem sei se ainda existe, também relacionado ao tráfico de entorpecentes.

Engraçado que clubes igualmente famosos pelo uso de substâncias ilícitas pelos seus usuários não obtiveram nenhuma citação. Talvez porque o relator não quis narrar com detalhes ou porque o estabelecimento prefere fingir que nada acontece e não contribuir com a polícia.

No caso da The Week, as apreensões foram todas feitas por investigadores que lá estavam por denúncias feitas de haver, lá dentro a comercialização de entorpecentes. As prisões ocorreram nos mais variados horários, desde 19 horas, quando da realização de uma pool party até mesmo às 6 da manhã de uma Babylon normal.

As apreensões foram todas em quantidades variadas, entre 9 e 36 comprimidos de ecstasys e com uma outra dupla 36 papelotes de cocaína.

Em ao menos 2 casos, a The Week tomou partido, uma vez que o seu chefe da segurança testemunhou contra os acusados, tendo nestes dois casos, chamado os investigadores do DENARC para apontá-los, após freqüentadores terem dado a dica para ele.

Essas informações me deixam feliz e triste ao mesmo tempo. Triste porque confirma aquele zumzumzum de ter muitos usuários de drogas batendo cartão por lá e feliz porque demonstra que a casa faz alguma coisa para combater isso.

Agora a minha dúvida é com relação a droga apreendida pelos seguranças particulares da The Week. Qual seria o seu destino? Existe alguma comunicação oficial para o DENARC sobre essa apreensão? Ou ela simplesmente é jogada fora e pronto?

PS: O número pode parecer pequeno, mas apenas constam na jurisprudências casos onde houve recurso já julgado. Os casos citados encontrados ocorreram entre 2006 e 2007.

segunda-feira, 13 de abril de 2009

breaking news

Voltando à série "Parada não é só Balada" hoje saiu na Folha uma matéria sobre o espancamento do cabeleireiro Sérgio Carlos Pessoa, ocorrido em Setembro de 2006, na Praça da República, aqui em São Paulo.

Ele processou o Estado e o juiz confirmou omissão quanto a segurança prestada aos homossexuais na região, que mesmo com denúncias de homofobia na região, somente passou a fazer um policiamento mais ostensivo após o ocorrido com Sérgio.

Como a matéria é fechada para assinantes, vou transcrever aqui:

Estado é condenado a indenizar gay agredido

Sentença estipula o pagamento de R$ 23.250 por danos morais, das custas hospitalares e de um salário vitalício à vítima

Ataque de um suposto grupo de skinheads em dezembro de 2006, no centro de São Paulo; juiz viu omissão do poder público


ROGÉRIO PAGNAN
DA REPORTAGEM LOCAL

O juiz Marcos de Lima Porta, da 5ª Vara de Fazenda Pública de São Paulo, condenou o Estado a indenizar um gay agredido por um suposto grupo de skinheads no centro da capital. A sentença ainda ordena o pagamento de pensão vitalícia à vítima. Ainda cabe recurso.
A condenação estipula o pagamento de 50 salários mínimos (R$ 23.250) por danos morais, as custas hospitalares (valores que serão calculados) e 1,1 salário mínimo (R$ 511,50) por mês durante toda a sua vida.
A agressão ocorreu às 23h50 do dia 29 de dezembro de 2006 próximo à praça da República, ao lado da secretaria da Educação do Estado. O cabeleireiro Sérgio Carlos Pessoa, 32, que caminhava pelo local na companhia de amigo, foi cercado por um grupo de oito homens vestidos de preto e de coturnos.
Sem dizer nada, conforme contou Pessoa ao juiz, o grupo começou a agredir seu amigo e, em seguida, ele. Diz ter levado uma "voadora" e, mesmo caído, foi cercado e agredido. No coturno do agressor havia, segundo ele, uma ponta metálica.
"Com o golpe, teve extirpado o rim direito, sem falar da dor e no sofrimento relatado por ele [Pessoa] em seu depoimento pessoal. Essa situação ultrapassa os limites de um mero dissabor. Essa dor sentida e doída de forma constante deve ser, pois, ressarcida", diz o magistrado, em trecho de sua sentença.
Para o juiz, o Estado foi omisso na sua tarefa de oferecer segurança à população em um local sabidamente violento. Tanto era assim, relata o magistrado com base em depoimentos, "a polícia passou a ter uma viatura permanente no local".
No dia do ataque, porém, nenhum policial estava por perto. "Nem socorrido ele foi. Ficou jogado no chão. Foi levado para casa por um amigo, onde começou a passar mal", disse a defensora pública Vania Agnelli, responsável pela ação. "É uma decisão importante porque surge como uma forma de pressionar o Estado a melhorar a segurança oferecida. Sabemos que não dá para colocar um policial em cada esquina, mas não era o caso. A polícia sabia que aquele lugar tinha ataques homofóbicos. E ele só foi agredido por isso, por ser gay", disse ela.
Ainda de acordo com a defensora, Pessoa resolveu entrar com a ação contra o Estado porque trabalhava, como cabeleireiro, de pé durante a maior parte do dia. Com a perda do rim, sua resistência para a tarefa ficou reduzida. Só consegue por alguns minutos, depois precisa sentar-se e descansar. Com isso, sua renda caiu.
Como ninguém foi preso, ele não podia acionar legalmente nenhum dos agressores.
Vania disse concordar com o valor da pensão, mas não com o valor dos danos morais. Por isso, recorreu desse valor. Como pedia 500 salários (R$ 232.500), pretende alcançar algo entre o pedido e o determinado pelo juiz (50 salários).
A Procuradoria Geral do Estado informou que irá apresentar recurso contra a decisão judicial e contestar que não houve nada que pudesse caracterizar omissão do Estado.

Só pegando no bolso para o Estado se mexer.

domingo, 12 de abril de 2009

para entender a piada

Quando muitas pessoas usuárias de internet, como blogueiros e twitteiros, se juntam, sempre alguma referencia a algum viral acaba saindo e quem não é do meio fica um pouco perdido.

Mas muitas vezes, até alguns heavy users ficam boiando, afinal, a coisa pode ter ficado só em algum nicho, como nos casos onde envolve algo mais nerd ou queer.

Como diria o pessoal das Organizações Tabajaras, seus problemas terminaram. O Alexandre Harth fez o favor de listar as 101 coisas que você devia ter visto na internet brasileira.

Okay, ficou restringido aos fatos locais, mas já dá pra pegar muita coisa e passar horas e horas rindo.

sábado, 11 de abril de 2009

quinta-feira, 9 de abril de 2009

telefonica truqueira

Sim. O melhor adjetivo para se dar para a Telefonica é esse.

Primeiro ela nega a existência de qualquer problema com seus clientes usuários do Speedy.

Depois, informa que ocorreram problemas pontuais, que atingiram apenas 170 mil clientes, mas tudo estava resolvido às 21:30 de terça-feira, 07/04/2009.

Hoje mudou o disco e alega que as falhas no DNS ocorrem por ataques externos, culpando assim os hackers.

E como se não bastasse, quer sair do papel de vilã da história e se passar por vítima, pedindo para as autoridades punição para quem vem atacando a sua rede.

Agora me digam, qual a credibilidade de uma empresa dessas, que vinha negando qualquer falha e agora me solta um comunicado assumindo problemas nos últimos dias.

Para quem ainda não o leu:
A Telefônica informa que, nos últimos dias, parte da sua infra-estrutura que dá suporte ao acesso à internet tem sido alvo de ações deliberadas e de origem externa que acarretaram dificuldades de navegação em páginas da internet aos seus clientes.

Estas ações desestabilizaram os servidores DNS (Domain Name Server - Servidor de Nome de Domínio), que são equipamentos que fazem a conversão dos nomes dos websites (como, por exemplo, www.telefonica.com.br) para os endereços IP correspondentes.

Estas ações externas caracterizam-se pela criação artificial de um número elevado de solicitações simultâneas aos servidores DNS. Esta ação intencional visa esgotar a capacidade dos servidores e fazer com que as solicitações artificiais concorram com as solicitações legítimas, gerando as dificuldades de navegação em páginas de internet (portais, websites etc).

Pela natureza específica destas ações, apesar da dificuldade de navegação, em geral não há interrupção de outras funcionalidades da internet como, por exemplo, serviços de mensagens instantâneas e de trocas de arquivos por meio de redes peer-to-peer. Da mesma forma, não são afetados serviços de comunicação e rede de dados corporativas e de suporte a serviços públicos.

Ações desta natureza ocorrem com frequência em todo o mundo. A Telefônica, assim como todas as grandes empresas de telecomunicações, adota todos os procedimentos conhecidos para detecção e proteção contra esse tipo de ação e minimização e correção dos seus efeitos.

A Telefônica lamenta o transtorno causado aos seus clientes e informa que está empreendendo todos os esforços para normalizar a operação de sua rede o mais rapidamente possível. A empresa informa ainda que está formalmente comunicando os fatos às autoridades constituídas no sentido de investigar a autoria e motivação destas ações e tomar as medidas que forem cabíveis.


Só mais um detalhe. A credibilidade que ainda existia no portal Terra (que é da Telefonica) foi-se por água abaixo, afinal, não há uma nota sequer e tampouco uma solução para os seus clientes, como é amplamente divulgado pelo UOL.

É por essas e outras que ainda prefiro, para o trabalho o velho Giro. Ele pode até não ser rapidinho, mas tá sempre firme agüentando as pontas.

PS: Para quem não sabe o significado de truqueira, é a pessoa que usa de coisas e ocasiões para dar um truque. 1 Ardil, artimanha, tramóia. 2 Meio destro ou sutil de fazer qualquer coisa. Chupinhado do De tudo 1 pouko.

quarta-feira, 8 de abril de 2009

meu koo com speedy

Tem gente que não aprende mesmo, não é Seu Carlos Telefonica?

Isso porque o Speedy ficou fora do ar em São Paulo mais uma vez e a Telefonica sequer admite que houve falhas, achando que os usuários são esquizofrênicos e ficam imaginando coisas, quando sequer o 10315 conseguia atender a quantidade de chamadas.

Bora processar esses infelizes. Somente colocando a mão no bolso e vendo como é caro desrespeitar os consumidores que as empresas de telefonia irão mudar a sua atitude.

segunda-feira, 6 de abril de 2009

nota mental

Evitar freqüentar baladas que vendem catuaba.


Não pela bebida em si (antes que me gonguem, não tomei nenhum porre dela no final de semana), mas pelo público que ela acaba por atrair.

Desculpa, mas falta de educação quando a pessoa sequer está bêbada ou colocada é inaceitável.

quinta-feira, 2 de abril de 2009

pós-skol


A briga será grande no domingo e a distribuição de vips está rolando solta.

No domingo haverá day party no Zanardi e pool party do Almada.

A Flexx terá como atração o DJ carioca André Garça, do cenacarioca enquanto que a The Week terá a sua pool party, que até onde sei, continua sendo indoor (alguém confirma a informação).

É preciso ter fôlego, porque o final de semana promete. Além da Sensation, sábado tem os 60 anos da Ana Maria Braga, o casamento do André Szajman com a Caroline Kovari, lançamento da Versace e algumas pvts.

Mas com essa inundação de vips, eu vou é me guardar para o Gambiarra.

quarta-feira, 1 de abril de 2009

preparando a cândida


Sábado rola o Skol Sensation, uma megafestival onde o branco é traje obrigatório.

Por atrair gente de cidades e estados variados, São Paulo acaba borbulhando diversoso eventos paralelos, não só no dia como também na véspera e até mesmo no day after.

A dica de sexta é para o houte experience. A balada será cheia de lulus, dasluzetes e os rapazes que buscam por elas (tá nem todos, muitos vão pelo colunismo social). Mas o melhor será o all iclusive para beber até cair a trilha sonora.

Vão tocar na festa as moças do WWW e o DJ Marcelo V'RE, residente do Londra, o bar do Fasano no Rio, prometendo um som bem diferente do que se irá ouvir no dia seguinte lá no Sensation.

As vendas dos convites foram liberadas hoje. Homem paga 160 e mulher 60 até às 19hs de sexta, na Thelure e após, no Mercearia São Roque, subindo para 200 e 100, respectivamente.

O local da festa só é divulgado quando se compra o convite e não vou estragar a brincadeira por aqui (afinal, pode ser até mesmo uma estratégia jurídica para evitar oba oba, afinal, será em um casarão supimpa).

Mas podem ir tranqüilos, as festas com o dedo do Felipe Aversa sempre têm um público ótimo e bebidas fartas. Nessa empreitada, ainda fazem parte da produção o Bruno Dias, Guga Guizelini e Dado Ribeiro. Confirme sua presença no Facebook.

Eu como não vou ao Skol, trocarei a festa por um jantarzinho para comemorar o niver de uma amiga e seguir para uma baladinha com o Bonde das Gatinhas.

segunda-feira, 30 de março de 2009

infelice

Tenho ido com uma certa freqüência ao Rio de Janeiro.

Aliás, para quem não o conhecia como se devia desde meados do ano passado, posso até me considerar um habitué.

Em todas as vezes sempre dei uma passada no Felice. Um misto de café, restaurante e sorveteria localizado em Ipanema para ver e ser visto.

Os pratos são vistosos, as bebidas bem elaboradas e os sorvetes deliciosos, mas como nem tudo é perfeito, eles tem uma funcionária no caixa que de feliz não tem nada.

Provavelmente ela deve exercer a sua função muito bem (no quesito cobrar e fazer as contas baterem no final do dia), mas gente, como pode uma pessoa que trata diretamente com o público, em um lugar que afirma ser um dos melhores e mais bem freqüentados pontos do Rio, ser tão infeliz.

Okay, o trocadilho é péssimo, porém, verdadeiro.

Nas vezes onde a conta foi paga diretamente no caixa (por estaremos em turma grande ou por ter de digitar senha do cartão), a mocinha sempre faz questão de dar uma patada gratuita nos clientes.

Eu quase fiz a linha barraqueira, chamando a gerente e dando piti. A criatura não sabe passar um cartão com chip e falava que não estava autorizado com cara de sifudeu paulixta, quando na verdade a falha era por o cartão não estar enfiado até o talo e a máquina gritar problema de leitura e não com autorização.

Depois de duas vezes fazendo merda, eu já perdendo a paciência, arranquei a máquina da modelo de gentileza, coloquei como se deve o cartão e em segundos a compra foi aprovada.

Outro amigo também saiu bufando por alguma coisa feita por ela.

Meninos do Rio, precisam arranjar logo um outro lugar para a ferveção pré-balada. Ou então aguardar a conta (sempre salgada, diga-se de passagem) na mesa e não ter de enfrentar a infeliz.

Eu sugiro o Palaphita.

quinta-feira, 26 de março de 2009

free tranchesi


Infelizmente hoje estou abarrotado de coisas para fazer e não vou poder comentar nada sobre o caso.

Só sei que essa prisão vai cair mais rápido que da outra vez.

Parafraseando o Apedeuta, nunca antes neste país houve tantas ilegalidades ao mesmo tempo (o mandado de prisão foi expedido em menos de 24 horas do proferimento da sentença, antes mesmo da sua publicação ou divulgação às partes, não foi acompanhado da decisão que o gerou, a prisão não seguiu os requisitos legais, a juíza levou meses para proferir a sentença, e por aí vai).

Quem quiser maiores informações sobre o processo, basta ver o seu andamento na internet.

Leiam o Tio Rei, ele está falando bastante sobre o caso com muita propriedade.

Para finalizar, a mensagem da tia Eliana:
Não vejo sentido em estar presa novamente. Não represento perigo para a sociedade. Minha vida foi revirada. Fui presa por um crime tributário cujas multas já haviam sido lavradas e estavam sendo pagas. Vocês acompanharam tudo e viram que enfrentamos muitos problemas, fechamos lojas, demitimos 500 funcionários, mas observaram também que as mesmas lojas estão sendo reabertas e muitas pessoas foram recontratadas. Devo tudo isso a cada uma das mais de 600 pessoas que trabalham comigo. Vencemos, crescemos e estamos fazendo sucesso. A Daslu continua a ser uma referência internacional na moda. Um motivo de orgulho para mim e um exemplo do que o Brasil pode dar ao mundo. Neste momento, meu coração está com meus filhos. Penso neles todo o tempo e me questiono se era necessário mais um sofrimento em seu coração. Quanto à Daslu, tenho muita esperança, muita determinação e muitos sonhos. Sonhos que a minha equipe comprometida e competente vai ajudar a realizar.

Obrigada

Eliana Tranchesi


PS: Quem souber da venda dessa camiseta, me avisa tá. Mas ó, tem de ser rápido, porque no próximo final de semana ela já estará solta e não terá graça de usá-la na balada.

stefhany no interferência



Além de conhecer a casa da nova diva e ver como ela acorda bela e escovada, no final rola uns trechinhos de clipes b-sides.

É por essas e outras que ela quer 20 mil para sorrir na terra da garoa.

Mas sabe que até entendo, afinal, não deve ser nada barato produzir, de forma independente, esses vídeos com locações e figurinos de alto garbo, como o seu novo lançamento Vem me Amar:

terça-feira, 24 de março de 2009

bad tuesday

Existem duas coisas que preciso fazer com uma certa freqüência, mas não tenho a menor paciência.

Encher o tanque do carro e cortar o cabelo.

No caso do tanque é ainda pior, porque tenho de fazer isso pelo menos um vez por semana.

Com meu primeiro carro, por ser à gasolina e beeem econômico enchia o tanque e rodava quase 500 quilômetros.

Agora com essa moda de carro flex e ser socialmente responsável (tá o álcool é mais barato e o carro fica mais potente), quando consigo chegar aos 400 quilômetros já me dou por feliz. E olha que cada enchida vão uns 50 litros. Bem mais do que os 35 do meu antigo sapinho zóiudo.

E como se não bastasse, tem uns postos onde a bomba leva séculos para passar o combustível. Resultado, só paro no posto depois de a luz da reserva gritar horrores, evitando assim mais paradas.

Já o cabelo dá para enrolar bem mais do que a gasosa. E como uma vingança divina, basta chegar a hora extrema, onde não dá mais para esperar um dia com o cabelo desgranhado para meu tempo acabar.

Estava há 2 semanas para cortar o cabelo e nunca que conseguia um tempo. Já tinha gente dizendo parecer com cabelo de vereador de cidade do interior.

Mas é muito chato ficar ali, parado, por cerca de meia hora, enquanto tentam deixar do jeito pedido.

Quando eu ainda não dirigia, ia em um cabeleireiro babadeiro. Aí sim era bom. Além de o salão ser uma gracinha, o coiffeur tratava bem o meu cabelo e sempre lembrava como eu queria. Foi a época em que menos briguei com meu cabelo.

Fora o namorado fofo dele. O coitadinho era escravizado, varrendo os cabelos do chão, servindo Coca Light geladinha para os clientes e agüentando ataques de estrelismo sem fazer cara de choro.

Como sei que era o namorado? Oras, toda vez que um entrava ou saía do salão, se beijavam na boca. Mas a roça não ainda não estava acostumada com essa modernidade e o salão fechou.

E meus dias de tédio para cortar o cabelo voltaram.

Ah, hoje tive de encher o tanque e cortar o cabelo. Ainda bem que quinta-feira tem aniversário do Pucci (já que não temos Noites Pretas nas quintas em São Paulo)

sexta-feira, 20 de março de 2009

thinkgeek

Conhecem essa loja?

Como o nome já diz, é cheio de coisinhas inteligentes para nerds que os cools adoram usar.

Não sei se tem alguém importando para o Brasil (humm, olha aí uma boa idéia), mas já vi pessoas usando algumas das T-shirts em baladas variadas.

Os preços não estão tão caros, mesmo se tratando de bugigangas que irá se enjoar facilmente (ou não, porque tem coisas bem funcionais na parte de eletrônicos e informática).

luz para o jardim movida por energia solar

guarda-chuva do Jedi

leds para deixar a água colorida

camiseta que indica a potência do wi-fi no ambiente

terça-feira, 17 de março de 2009

gambiarra

Segundo a Wikipédia é um termo usado predominantemente para tratar do procedimento necessário na configuração de uma solução ou artefato improvisado.

A Desciclopédia por sua vez define como uma solução inteligente por tempo indeterminado para um problema aparentemente sem solução ou não previsto.

Já na minha humilde opinião é o melhor lugar para se encerrar o final de semana.

Estou falando da festa Gambiarra que rola somente aos domingos, nos ambientes do Hotel Cambridge, no Centro de São Paulo.

Havia ouvido falar muito da festa, mas não imaginava que iria gostar tanto.

Começa pelo lugar, que apesar de ter um ar meio decadente, é super diferente, tendo para todos os gostos. Pista muvucada, mezanino, lounge arejado e um salão silencioso para dar aquela descansada.

O som da pista principal é recheado se samba-rock ou versões remixadas com uma batida mais para eletrônica, estilo Fernanda Porto. O da pista 2 é uma mistureba deliciosa. Uma coisa meio Loca com mais música nacional. Adorei.

Tem uma terceira pista, mas parece que a Prefeitura interditou, segundo corria na boca pequena.

Mas o melhor da festa é o seu público, que se joga com gosto nas pistas, principalmente na principal. O pessoal é bonito, cheiroso e sem carão. E tem para todos os gostos: polo boys, alternativos, manos, patys e burguesinhas. As meninas em suas maiorias são héteros e se dividem na mesma proporção que os meninos onde os gays chegam a metade deles. Lembra muito a Trash 80's, nos seus gloriosos tempos.

Como grande parte dos freqüentadores são ligados ao teatro (até porque eles tem 50% de desconto na entrada) é fácil de se encontrar artistas lá, como o Gianecchini e a Suzana Vieira, que estavam todos pintosos e garbosos (respectivamente) por lá no domingo:


E como se não bastasse venderem sorvete na balada, para aumentar ainda mais o gordo's pride, no tal salão mais silencioso tem um kilão. Isso mesmo que acabou de ler, um buffet com saladas diversas e pratos quentes e três opções de caldos/sopas para dar aquela revigorada no final da noite.

Claro que não ia deixar passar essa oportunidade e mandei ver um pratinho. A dica é evitar a salada Gianecchini se quiser beijar, porque apesar de deliciosa, tem pimentão.

Mas a dica principal é levar R$ 30,00 em dinheiro, R$ 10,00 para o valet e R$ 20,00 para a entrada. Eles não aceitam dinheiro cartão ou cheque e tem de pagar a entrada antecipadamente. Para os demais gastos aceitam cartões.

A comanda alias é outro problema, porque as bebidas as vezes entram em promoção (mas a da caipirinha era com balaika por exemplo, não preciso dizer que quase morri quando vi o bartender pegando aquela garrafa com adesivos azuis, mas deu tempo de salvar e trocar) e o caixa nem sempre está sabendo.

Mas os preços são em conta.

A recomendação final é chegar cedo. Antes da meia-noite a fila não é tão pesada para entrar.

Serviço:
Gambiarra
Só domingo - 22h
Entrada R$ 20,00 (normal) R$ 10,00 (com DRT)
Rua João Adolfo, 126
11 31012537
11 31049397

segunda-feira, 16 de março de 2009

maníaco do arco-íris

Passados mais de 6 meses após o assunto chegar na grande mídia, o maníaco do arco-íris ataca novamente, totalizando 14 mortes.

Desta vez a vítima foi um jovem nordestino de 25 anos.

A polícia ainda não tem certeza se realmente é o mesmo serial killer, afinal, ele foi morto a pauladas e não com tiros. Mas como houve um caso assim e ele também estava com as calças arriadas, tudo indica ser o mesmo.

O que não resta dúvidas é se trata de um crime de intolerância.

Agora a polícia parece estar mais interessada no caso, mas só porque a mídia está em cima (lembram da liberdade de imprensa, então), até porque as vítimas são todas pobres e homossexuais, além da maioria ser imigrantes.

Já se esses ataques fossem no Autorama e uma das vítimas fosse phyna, rica e herdeira...

É o Brasil de todos.

Mais informações no Estadão e na Folha.

quarta-feira, 11 de março de 2009

maluf, varsóvia e doritos


Não é só porque sou Malufista, mas indica aí algum outro político de tal calibre que faria isso e sairia rindo.

Porque política é uma arte da qual o Maluf domina como ninguém, goste você dele ou não.

Infelizmente a nova geração de políticos não tem nenhum representante com tamanho carisma, inteligência e perspicácia. E mais, sem medo da imprensa, seja ela séria, humorística ou até mesmo marrom. Liberdade de imprensa é isso, dar a cara pra bater sem medo das perguntas, mesmo que elas não tenham respostas.

Falando em liberdades, dêem uma lida no post do Dr. George Marmelstein Lima em seu blog sobre Direitos Fundamentais (que está aí nos meus rehabs) sobre o Direito de Manifestação: Parada do Orgulho Gay (Varsóvia).

Uma boa aula sobre liberdade de reunião e o direito fundamental de não-discriminação, direito este que entrou em discussão no mundo blogueiro com a questão dos Doritos levantada pelo Celso e repercutida no Daniel, Pavinatto, Tony, Cauê, entre outros.

Alias sobre a propaganda, minha sugestão é acessar a atual promoção do Doritos chamada "Eu já, então prova". Entra lá, vá em ver histórias e vai aparecer uma que diz:

Eu já abracei com respeito um amigo depois que ele me contou que era gay.

E então aparece a seguinte foto:

Tá aí uma boa forma de demonstrar a força do pink money, independente de ter achado a propaganda ofensiva ou não.

Resumindo a lambança, viva a liberdade de imprensa, de reunião e de expressão. Sem elas, não há democracia e muito menos um Estado pleno de direito.

PS: Tá vendo, sou Malufista mas sou legal ;-)

terça-feira, 10 de março de 2009

run Jenny run

Sim, porque ainda dá tempo de ficar antenada e pagar de phyna tomando uma Salton sem gás, servida pela Lindinalva, nos domínios da tia Eliana.

Amanhã, às 12 e 16:30h será repetido o desfile de inverno, que veio com total inspiração na Inglaterra (como o convite já deixava escapar).

O so British não fica apenas nas roupas. Os restaurantes da Villa Daslu também estão com pratos especiais. No Leopolldina rola até o popular Fish and Chips.

Mas o must have da temporada ainda não é vendido oficialmente no Brasil e não é de vestir. Trata-se do Segway personalizado pela Chanel.


Como se vê pela foto, ele vem com o logo característico da marca e ainda vem com a lendária 2.55 no lugar da cestinha. Puro luxo, glamour e sedução.

Little Jenny, com um desses você mata dois coelhos com uma cajadada só, mostrando ao mundo sua preocupação com o meio ambiente e nenhuma preocupação com o limite do cartão, além de esbanjar muito estilo.

Ficadica para arrasar durante a Páscoa em Escarpas ou Jurerê.

Para quem se preocupa com o limite do cartão, o mimo fica em 10 mil dólares.

domingo, 8 de março de 2009

quase um sonho


A portabilidade do telefone atingiu, na segunda-feira passada, o Brasil todo e chegou a hora de nos vingarmos das nossas operadoras. Pelo menos no caso da TIM eu não vejo a hora de ter o mesmo gostinho do Alê.

Bem, quem está mais investindo em divulgação e na questão da liberdade de escolha e de pular de uma operadora para a outra é a Oi. Se é boa eu não sei, mas por ela não colocar nenhum impedimento para você sair, se não for decente, anda confiando demais no seu taco e o tiro pode sair pela culatra.

Nessa semana ela lançou um teaser chamado Quase um Sonho.

Trata-se de um programa de auditório online em que os sonhos dos participantes são (quase) realizados, fazendo uma de como as outras operadoras tratam a portabilidade. Voce muda de operadora mas ela te prende de alguma maneira. É uma quase liberdade.

No Quase um Sonho, o apresentador Ralf Medini e suas operadoras de palco: Vivian, Clarissa e Martina, realizam os sonhos dos participantes também pela metade.

Em apenas uma semana, e sem nenhum apoio de mídia, só no boca a boca da internet, o Quase um Sonho recebeu mais de 1000 sonhos de todo o Brasil.

E a atuação do Quase um Sonho extrapola o site. O apresentador Ralf Medini virou um personagem quase de carne e osso. Você pode ser amigo dele no Orkut, ou segui-lo no Twitter, enviar e-mail ou até ligar pro telefone pessoal dele (11 25379326). Garantido que você receberá uma resposta.

Vale perder um tempinho no site, porque é bem engraçado, principalmente o vídeo de abertura.

A Oi já havia me conquistado com a sua rádio e agora com esse seu marketing, tô pensando seriamente em me jogar nela.

sexta-feira, 6 de março de 2009

inshallah

Recebi mais um prêmio pelo Blog, o "Esse blog vale ouro", do Don Pavinatto.

Para poder pendurar na parede, tem de indicar mais 5 blogs que na minha humilde opinião, também valem ouro.

Além das indicações do Don serem supimpas, vou indicar outros blogs que não foram agraciados pelo Rehab no selo Maneiro.

Então, mando muito ouro para:
Can you read my mind?
Carioca Virtual
Glamaddict
Que Pressão É Essa?
Zapping News