domingo, 21 de outubro de 2007

the sun is shinning

Nada como um final de semana com sol e calor na medida exata.

Fazia muito tempo que não aproveitava pequenas coisas da vida, em um final de semana sem baladas, surtos consumistas ou eventos culturais.

Continuei a leitura de Deus, um delírio de Richard Dawkins (que merece um posto só para ele quando eu acabá-lo) na beira da piscina, torrando no sol, tentando pegar alguma cor.

Ontem a noite acabou na casa de amigos de longa data, com muita breja e violão. Fazia um bom tempo que não varava a madrugada de forma despretensiosa, só deixando o tempo passar.

Hoje foi dia de churrasco. Mas só cheguei depois das 3 da tarde para poder fugir do futebol. E mais uma vez só se falava no IPO da Bovespa. Também já era de se esperar, pois, a maioria do pessoal trabalha com mercado financeiro ou relações com investidores. E todos, sem exceção, estão com reservas já feitas, em um clube de investimentos da empresa que trabalham.

Minha semana começa tensa, mas depois as coisas se acalmam. Bora convencer os juízes de Cotia a não bloquearem as contas dos meus clientes.

E se o sol e calor voltarem com tudo na sexta, praiaaa (porque o tempo agora está mudando e o mundo vai cair logo mais aqui em casa).

Um comentário:

Tony Goes disse...

Esse livro do Dawkins me abalou muito... Fiz um post sobre ele em julho, "Noites de Terror". Realmente está mudando minha maneira de pensar. Mas a verdade é que pra ser ateu é preciso ter culhão, e eu não sei se o meu chega até esse ponto.