domingo, 16 de novembro de 2008

fever all through the night



Sou fã de Michael Bublé há algum tempo, tendo conhecido primeiro suas versões de standards do jazz e só então descoberto que ele cantava Home.

Nessa semana rolam 3 shows dele no Via Funchal, com preços "camaradas", iniciando em R$ 300,00 para ver atrás da coluna, até R$ 1.100,00 na platéia VIP.

Oi? Michael Bublé vale tudo isso, mas no Via Funchal? O lugar não tem acústica para um show da Cyndi Lauper, imagina um show de jazz. Além disso, pelo tamnho do lugar, ainda fica longe de ser algo intimista.

O resultado disso se vê na vendagem. Apenas o mais barato de segunda-feira está esgotado. Os outros todos tem lugares, e muitos, disponíveis ainda.

Quer cobrar uma grana violenta, coloca ele fazendo um especial no Bourbon Street, Auditório Ibirapuera ou mesmo no Baretto. Certeza que um show dele no Baretto, cobrando R$ 5.000,00 por cabeça, esgotaria fácil.

Agora, pagar esse absurdo no Via Funchal?

PS: Escolhi fever porque é como estou. Não saí de casa hoje e acabei perdendo o encontro de blogueiros agitado pelo SAM.

7 comentários:

Alberto Pereira Jr. disse...

realmente os preços do show estão um absurdo..

Daniel disse...

espero que os empresários do ramo se toquem que essa tática de dobrar os preços para burlar a meia entrada é um tiro no pé.
tá faltando bom senso de todos os lados nisso.

Klero disse...

eu até agora estou me perguntando quem bebeu antes de decidir os preços desse show.. porque eu quero da bebida, deve ser muito boa!!

Too-Tsie disse...

eu li não sei aonde que ao ficar sabendo do preço do show, ele disse que não sabia e prometeu que da próxima vez seria mais barato.

sério, esse via funchal é uma merda, aquelas ruazinhas apertadas da vila olímpia, acústica ruim.

tirando preço e local eu até iria.

Gui disse...

Que merda, hein. Mas vc é fà de verdade e eu jurava que vc tava zoando, ludo..

Venenoso disse...

seu furão!!!

esses ingressos estao mto caroooos!

Michael Bublé é a nova Madonna e eu nao to sabendo???

Alexandre Lucas disse...

Acredita que conheci no último episódio da 1a temporada de Queer As Folk (versão americana - formatura do Justin)?