quinta-feira, 11 de dezembro de 2008

priceless


A DOM já havia gerado um griteiro só quando disse que a encontrei no banheiro da minha mãe, junto com a revista do Iguatemi e o Guia da Semana do Estadão, repercutindo até no Gui (tá no último parágrafo).

E eis que hoje, aparece essa Junior aí de cima na lavabo de casa, junto com outras revistas velhas.

Deve ser coisa da minha vó, provavelmente sem sequer saber do que se trata a revista. Mas não deixa de ser um sinal de respeito à diversidade (minha vó soube de um amigo meu por uma fofoqueira do bairro e mesmo assim o recebeu por anos com o namorado aqui em casa, ficando chateada quando soube do fim do relacionamento, pois, o namorado era educado e de boa família).

Por mais que as coisas não sejam fáceis, momentos assim não tem preço.

4 comentários:

Clebs disse...

Sempre bom saber que a cabeça de alguns não condiz com a idade física.

Quando o exemplo é como o caso da sua avó, ótimo.. quando a coisa se inverte.. é lamentável.

=D

Gui disse...

Tá vendo como o povo não tá mais no armário? ;)

Respeito não tem preço, baby.
Pena que apenas as pessoas iluminadas, como o caso da sua vó, consigam alcançar esse nivel de sabedoria.

Alexandre Lucas disse...

Não conheço sua avó, mas já a admiro =D

Alberto Pereira Jr. disse...

com certeza não tem preço esses momentos!!!